:: A culpa não é só minha! ::

Image

É muito estranho quando me lembro da escola.

Sofri muito com a vontade de estudar, entender e acompanhar meus colegas de classe, porém, nunca tive sucesso, eu tentava juro que tentava! Então, como forma de me blindar de críticas e de julgamentos, fingia que tudo aquilo acontecia por malandragem como se eu tivesse escolhido ser “descolado”. Mais na verdade, eu sempre fui frustrado por não ter capacidade de aprender matemática, química e biologia. Sempre me achando muito burro sonhava com notas boas, com passar no terceiro bimestre e a realidade sempre era diferente.

Hoje consigo enxergar a causa de tudo isso e até parei de me culpar.

Professores mal remunerados se transformam em professores, sem criatividade, despreparados, descompromissados. É sabido que tem professores que mesmo bem remunerados se encaixariam no perfil acima, mas tudo bem.

Ambiente escolar sujo, salas feias, carteiras depredadas, indivíduos na grande maioria jovens sem um pingo de educação, quando digo educação é aquela que é obrigação da família dar e não da escola, respeito então, nota zero!

Será que a culpa por eu não gostar de ir à escola e de estudar era só minha?

Vamos lá, matérias como História, Geografia, ou seja, humanas, que requeriam de mim e só de mim compreensão do eu lia eu sempre fui muito bem. Ler, interpretar eu conseguia mais o que eu precisava de auxílio para entender não dava. Será que a culpa era só minha?

Passei por isso sem poder contar muito com meus pais, pois eles se encarregavam de colocar comida à mesa, de nos vestir etc.

Assim vejo a necessidade de estar sempre acompanhando a vida escolar de meus filhos e me encarrego de salvaguardá-los para que eles tenham um bom acompanhamento tanto na escola quanto em casa e que não sofram com o adiamento de suas vidas, resultado da evasão escolar, como eu sofri vindo a me encontrar profissionalmente tarde.

Não quero generalizar, mais sei de uma coisa, o governo finge que paga os professores, eles fingem que transmitem o conhecimento, os alunos fingem que aprendem, novamente os professores fingem que eles têm capacidade para passar de ano e os passam, fingimos que vivemos numa democracia, fingimos que votamos, eles se elegem fingindo que foi por nossos votos, novamente eles fingem que pagam os professores… E estamos num ciclo vicioso.

E eu me culpando por não conseguir aprender matemática. Ainda bem que encontrei uma de minhas inteligências múltiplas, amo ler e escrever. Sei que não faço isso com excelência, mais também nem pretendo isso. Não escrevo bem porque quero ser “descolado”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: